RETAFINALL.BLOGSPOT.COM.BR..ONLINE: CBN - Economia - Idade mínima para aposentadoria feminina será de 62 anos

terça-feira, 18 de abril de 2017

CBN - Economia - Idade mínima para aposentadoria feminina será de 62 anos

    Carlos Marun e Arthur Maia (Crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil) 
  •  
  •  
  •  
  •  

  • Copie o código abaixo para usar no seu site:
    Código copiado!


CBN - Economia - Idade mínima para aposentadoria feminina será de 62 anos

Idade mínima para aposentadoria feminina será de 62 anos

Informação é do deputado Carlos Marun (PMDB-MS), presidente da comissão especial na Câmara. Outro ponto da reforma da Previdência é a idade mínima para policiais e professores federais, além de trabalhadores rurais. Para estas três categorias, o regime especial será mantido e a idade mínima será diferenciada, de 60 anos.


Gabriela Echenique
Depois de participar de um café da manhã com o presidente Michel Temer e líderes da base aliada, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), presidente da comissão da reforma da Previdência na Câmara, afirmou que a idade mínima para que as mulheres se aposentem com o benefício integral será de 62 anos.
Ele disse ainda que policiais, professores federais e trabalhadores rurais terão o regime especial mantido, com idade mínima de 60 anos para a aposentadoria.
Segundo a regra geral, o trabalhador vai poder se aposentar assim que completar 65 anos de idade e 25 anos de tempo de contribuição. Mas, para garantir a aposentadoria integral, além de atingir a idade mínima, será necessário ter 40 anos de tempo de contribuição. A proposta original do governo, que foi alvo de muitas críticas, previa que o trabalhador contribuísse por 49 anos.
Já a regra de transição vai funcionar da seguinte maneira: todos os trabalhadores que já estão contribuindo há mais tempo para a Previdência poderão ser incluídos na regra, desde que paguem um pedágio de 30% do tempo que falta para se aposentar e tenham completado a idade mínima, que será de 53 anos para mulheres e de 55 anos para homens.
Ainda hoje, o relator da proposta, deputado Arthur Maia (PPS-BA), vai participar de uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto para esclarecer outros pontos.
Após recuos, Meirelles espera que o novo texto fique próximo de 80% da proposta original
Impasses adiam para amanhã apresentação do texto à comissão especial que vai analisá-lo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide (Não Editar Aqui so html)

RETAFINALL.blogspot.com.br